O Bom Inverno

O Bom Inverno

João Tordo / Sep 22, 2019

O Bom Inverno Quando o narrador um escritor prematuramente frustrado e hipocondr aco viaja at Budapeste para um encontro liter rio est longe de imaginar at onde a literatura o pode levar Coxo portador de uma be

  • Title: O Bom Inverno
  • Author: João Tordo
  • ISBN: 9789722041379
  • Page: 427
  • Format: Paperback
  • Quando o narrador, um escritor prematuramente frustrado e hipocondr aco, viaja at Budapeste para um encontro liter rio, est longe de imaginar at onde a literatura o pode levar Coxo, portador de uma bengala, e planeando uma viagem r pida e sem contratempos, acaba por conhecer Vincenzo Gentile, um escritor italiano mais jovem, mais en rgico, e muito pouco sensato, que oQuando o narrador, um escritor prematuramente frustrado e hipocondr aco, viaja at Budapeste para um encontro liter rio, est longe de imaginar at onde a literatura o pode levar Coxo, portador de uma bengala, e planeando uma viagem r pida e sem contratempos, acaba por conhecer Vincenzo Gentile, um escritor italiano mais jovem, mais en rgico, e muito pouco sensato, que o convence a ir da Hungria at It lia, onde um famoso produtor de cinema tem uma casa de prov ncia no meio de um bosque, escondida de olhares curiosos, e onde passa a temporada de Ver o qual chama, enigmaticamente, de O Bom Inverno O produtor, Don Metzger, tem duas obsess es cinema e bal es de ar quente Entre personagens inusitadas, estranhos acontecimentos, e um corpo que o atrai oa constantemente, o narrador apercebe se que em casa de Metzger as coisas n o s o bem o que parecem Depois de uma noite agitada, aquilo que podia parecer uma com dia transforma se em trag dia Metzger encontrado morto no seu pr prio lago Por m, cada um dos doze presentes tem uma vers o diferente dos acontecimentos Andr s Bosco, um catal o enorme e amea ador, que constr i os bal es de ar quente de Metzger, toma nas suas m os a tarefa de descobrir o culpado e isola os presentes na casa do bosque Assustadas, fr geis, e ego stas, as personagens come am a desabar, atrai oando se e acusando se mutuamente, sob a influ ncia do carism tico e perigoso Bosco, que desaparece para o interior do bosque, dando in cio a um cerco E, um a um, os protagonistas v o ser confrontados com os seus piores medos, num pesadelo assassino que parece s poder terminar quando n o sobrar ningu m para contar a hist ria.Neste romance absorvente e magnificamente narrado, com alguns dos melhores di logos da literatura portuguesa, Jo o Tordo coloca a sua arte do servi o de uma hist ria carregada de suspense, em que o amor e a literatura se misturam com sexo, crime e metaf sica, agarrando o leitor da primeira ltima p gina.

    Alpelo Moda Feminina Presente no mercado de moda desde , a Alpelo se destaca no setor txtil tendo o compromisso do melhor atendimento com seus clientes bem como os valores Tipos de Abboras A Soluo prtica para o seu dia a Hoje estava querendo fazer um doce de abbora, quando me deparo com a gndola do mercado com pelo menos tipos de abboras, e claro que logo avistei uma Documento sin ttulo mensajesdelbuenpastorenoc retorno a dizer rebanho meu, preparai vos porque meu aviso est tocando a porta de vossa alma de novembro de hmin apelo urgente de jesus o bom pastor humanidade Vestibular Unisinos Home Estude na Universidade com a Melhor Graduao Privada do Brasil, de acordo com o MEC So mais de cursos Conhea. Bom Fim De Semana Imagens, Mensagens e Frases Imagens de Bom Fim de Semana com Frases e Mensagens Bom Fim de Semana para Facebook, WhatsApp, Google , Twitter, Tumblr e redes sociais Clique no boto da rede social para publicar recados, imagens e fotos de bom fim de semana. Inverno da Alma Filme AdoroCinema Inverno da Alma talvez seja o grande monlogo cinematogrfico de claro que injusto com os coadjuvantes do filmes falar algo deste tipo, em especial com o timo John Hawkes indicado Solito Alimentos Tudo de bom A maioria dos doces ou sobremesas levam leite bovino, o que acaba tirando os do cardpio dos veganos Por isso, vamos variar um pouco e te mostrar uma receita de Arroz Doce Vegano. Home Salo Marly Dia da Noiva Aqui no Salo Marly preparamos o melhor para o seu dia O dia da noiva especial para toda mulher, por isso o Salo Marly preparou pensando especial em voc os melhores pacotes com os melhores atendimentos, para tornar o seu dia mais agradvel e inesquecvel, para voc poder desfrut lo o melhor possvel. Imagens, gifs e mensagens para Facebook, WhatsApp e tumblr O OrkuGifs diferente dos demais sites do gnero Aqui, nossas imagens so criteriosamente selecionadas e cadastradas em um banco de dados que permite que sejam realizadas buscas avanadas por palavra chave. Gramado em Julho Veja o que fazer na Serra e arredores A Serra Gacha linda, cheia de encantos e um lugar ideal para o inverno Gramado e Canela tem uma arquitetura e razes europeias muito fortes, alm do frio intenso que faz por l no meio do ano.

    • ✓ O Bom Inverno || Ù PDF Download by ì João Tordo
      427 João Tordo
    • thumbnail Title: ✓ O Bom Inverno || Ù PDF Download by ì João Tordo
      Posted by:João Tordo
      Published :2018-012-13T06:23:32+00:00

    About "João Tordo"

      • João Tordo

        Jo o Tordo was born in Lisbon in 1975.In 2009, he won the prestigious Jos Saramago Literary Prize with the novel As Tr s Vidas , also shortlisted for the Portugal Telecom Prize in Brazil He was shortlisted four times for the prestigious Fernando Namora Literary Prize 2011, 2012, 2015, 2016 and twice for Best Novel at the Portuguese Author s Society 2011 and 2015 He was also shortlisted for the European Literary Award in 2012 and received the GQ Magazine Literature Prize 2014 His novels have been published in several countries, including France, Italy, Germany, Hungary or Brazil He has published ten books.Jo o Tordo nasceu em Lisboa em 1975 Formado em Filosofia pela Universidade Nova de Lisboa, venceu o Pr mio Liter rio Jos Saramago 2009 com As Tr s Vidas 2008 , tendo sido finalista, com o mesmo romance, do Pr mio Portugal Telecom, em 2011 Foi tamb m finalista do Pr mio Melhor Livro de Fic o Narrativa da Sociedade Portuguesa de Autores em 2011 e 2015 e do Pr mio Fernando Namora em 2011, 2012 e 2015 e ainda da 6 edi o do Pr mio Liter rio Europeu Recebeu o pr mio Homem do Ano Categoria Literatura da revista GQ em 2014 Os seus livros est o publicados em v rios pa ses, incluindo Fran a, It lia, Alemanha, Hungria, ou Brasil Em 2017 publicou O Deslumbre de Cecilia Fluss , o ltimo volume de uma trilogia.


    386 Comments

    1. A minha primeira leitura de João Tordo que passo a resumir numa palavra: FANTÁSTICA!É com um arrepio que concluo a leitura de "O Bom Inverno" e com a certeza de que não mais deixarei de acompanhar o autor e a sua obra Genial!


    2. Um escritor fracassado e à beira da falência é convidado para um encontro literário em Budapeste, onde conhece Vincenzo, um jovem escritor italiano que o convence a ir até à casa no bosque de Don Metzger, um conhecido e enigmático produtor de cinema.Numa noite de excessos, Don aparece morto na piscina, e Bosco, seu amigo fiel, encurrala todos os presentes naquela casa cercada por um bosque, que só ele conhece bem, até que alguém se acuse do homicídio.Peguei neste livro sem saber a sua [...]


    3. Parti para a leitura deste livro com as espectativas muito altas.Todas os opiniões que li sobre o mesmo foram bastante positivas.É de louvar todos os novos escritores portugueses, seja de que tipo de narração for.Este livro não gostei, talvez os outros deste autor sejam melhores.No inicio fez-me lembrar imenso "O Último dos Padrinhos" de Mario Puzo, toda a história à volta de actores, produtores e cinema tal e qual o génio da Mafia.O meio e fim da história fez-me lembrar esses filmes d [...]


    4. Depois de ter lido, mais precisamente devorado, o As Três Vidas (comentado aqui) as minhas expectativas para uma próxima leitura de João Tordo eram, naturalmente, elevadas. Embora estas não tenham sido totalmente satisfeitas, também estão longe de terem sido goradas. O livro acabou por ser diferente do que eu estava à espera mas bom na mesma. :)Este livro, à semelhança do As Três Vidas, é um daqueles livros em que não faz muito sentido discorrer acerca da história porque é complica [...]


    5. São raros os livros que de facto me surpreendem. Principalmente um livro de um autor desconhecido ( pelo menos para mim, que nunca ouvira falar), e que não costumo ler estes novos autores portugueses. Mas João Tordo escreve com mestria este thriller policial, e nos lembra um pouco Agatha Christe no seu policial " E não sobrou nenhum".A narrativa é contada por um escritor frustrado e inválido que é convidado para uma conferencia literária. Nesse evento ele conhece um bando de pessoas extr [...]


    6. Não tinha ideia do que encontrar neste livro do João Tordo.Sendo o primeiro livro que li do escritor não tenho meio de comparação. Mas o meu juízo não mudaria assim tanto.Gostei do livro, sim. A narrativa flui muito bem, as personagens são interessantes e os detalhes também. As interpretações nas entre-linhas são várias, e as reflexões filosóficas são pertinentes, e até li uma ou outra que me fez parar a leitura para que eu pudesse pensar juntamente com o texto. E até há um de [...]


    7. Quando se geram grandes expectativas têm-se as maiores desilusões.Este foi o primeiro livro que li de João Tordo e acho que não comecei da melhor maneira. O livro não prendeu a minha atenção, de todo. Achei interessante ser um livro sobre escritores, mas tudo o resto não cativou.A história não surpreende e chega até a ser monótona e enfadonha.Acho que a trama deixa demasiadas pontas soltas, num fim precipitado e confuso.Mas nem tudo é mau. Destacam-se os diálogos metafísicos de Bo [...]


    8. Comecei com expectativas. Afinal sempre é um autor da nova geração portuguesa acarinhado pela crítica e com os seus fãs. Todavia, começaram logo a desvanecer-se. O princípio soa a dejá vu - como todo o livro, de resto - com alguns diálogos forçados, mal construídos (opinião estritamente pessoal, claro). O desenrolar é pior e (quase) confirmou os piores maus "feelings" que o início fazia prever.Mas vamos ao que interessa: um apanhado geral. O livro é um policial. Querer ver nele ma [...]


    9. Livro interessante e bem escrito. Consegue de facto prender a atenção do leitor (ou pelo menos conseguiu prender a minha), no entanto acaba de uma forma um bocado precipitada e confusa. O final não correspondeu de todo às minhas expectativaso desenvolvimento prometia (ou pelo menos fiquei com essa sensação) demasiado, o enredo estava de tal forma enrodilhado que fiquei excessivamente expectante em relação à explicação das coisas que, afinal de contas, nem o autor do livro me pareceu s [...]


    10. Quando os livros são ricos e tocantes, todas as palavras parecem poucas para os descrever; todas as interpretações parecem cruéis para a sua perfeição. 'O Bom Inverno', de João Tordo, é um desses livros. Com ele subimos no balão e não queremos voltar a pôr os pés no chão. Sentimo-nos num inverno agreste e, ao mesmo tempo, num verão caloroso. Tememos a página seguinte mas não conseguimos parar de ler. Chegamos ao fim e sentimos uma tranquilidade desassossegada, de que só as grand [...]


    11. Uma lufada de ar fresco nas minhas últimas leituras. Um livro que me surpreendeu deveras, intrigou e confundiu, para, no final, não me dar todas as respostas que queria. Um final que deixa espaço para o leitor se continuar a interrogar e, como tal, é impossível esquecer o que se leu.


    12. Após a leitura de As Três Vidas do mesmo autor, galardoado com o Prémio Saramago, espera-se que este esteja ao mesmo nível. Bem escrito, o autor apresenta-nos um enredo policial que mantém o leitor preso e por vezes surpreendido com o desenrolar da ação. O narrador é um escritor português frustado e depressivo (o facto de coxear e usar bengala é apenas psicológico) que aceita um convite para participar num encontro de escritores, na Hungria. Aí conhece outros escritores e vai envolve [...]


    13. Através de um livro de suspense, o escritor coloca-nos algumas questões metafísicas, obrigando-nos a reflectir sobre a vida, a morte, os nossos medos e perspectivas sobre a vida. Um mesmo evento pode ser vivido de formas diferentes por diversas pessoas, dependendo do ângulo em que estas o abordam. O pessimismo ou o optimismo perante a vida condicionam a forma como percepcionamos os acontecimentos."Havia um filósofo medieval que dizia que todo o amor era peso. O ódio, curiosamente, parece s [...]


    14. Este foi o primeiro livro que li deste autor. Fi-lo por pertencer à lista dos livros das Leituras Temáticas do grupo de leitores do . Não tinha grandes expectativas, apesar do autor ter ganho o Prémio José Saramago em 2009. Muitas vezes não vejo a qualidade literária para atribuição de alguns prémios.Por tudo isto, iniciei a minha leitura de forma despreocupada. Era mais um livro de férias.No entanto, o livro é muito bom. Está bem escrito. Com personagens interessantes e bem desenvo [...]


    15. My first from João Tordo and it won't be the last one!The story is kinda crazy, but well built. The characters are unusual, but believable. The author's writing style made me always want to read more, even when the plot got less exciting and also with un-likable characters.A frustrated, wannabe, disillusioned, hypochondriac writer gets an invite for a paid conference in Budapest. So there he goes on an unforeseen and dangerous adventure!It was unexpected to read a Portuguese book where the plot [...]



    16. Fiquei agradavelmente surpreendida com este livro. Está bem escrito, tem uma história que prende e personagens interessantes. Fiquei com curiosidade para ler mais obras de João Tordo.


    17. Às páginas tantas dei por mim a pensar que já havia lido / visto algo parecido antes Um enredo de um filme de terror de fraca qualidade. Seria essa a intenção do autor?


    18. Um excelente e envolvente thriller. João Tordo é exímio em narrar situações de tensão e crime, e o final não desilude. Um autor que irei certamente ter em conta.


    19. NOTA: Review sob a forma de dissertação, recheada de spoilers e escrita para quem já leu o livro.Se 'As Três Vidas' é Orwell em 'Mil Novecentos e Oitenta e Quatro', 'O Bom Inverno' é Kundera em 'A Insustentável Leveza do Ser' – chegando a aludir a ele várias vezes. Num livro muito (ainda?) mais policial do que o habitual – um autêntico page-turner; daria um óptimo filme! –, são explorados, para quem quiser ver, conceitos filosóficos importantíssimos: a leveza ou peso da alma, [...]


    20. Confesso que estava à espera de mais. Por diversos comentários sobre os seus livros, os prémios recebidos pelo autor, por entrevistas que vi dele, fiquei curiosa por conhecer a sua obra. Este livro tinha-me interessado pela perspectiva de um escritor que é suposto estar a escrever um livro fechado em casa e que enfrenta a angústia do papel branco, que segundo consta atinge muitos escritores, e acaba por não escrever nada.No entanto, isso é o início da história. O enredo vai muito para a [...]


    21. O livro é um pouco semelhante ao primeiro que li dele, As Três Vidas, mas aqui há um toque de humor e sarcasmo. O autor mantem sua característica de leitura ágil e rápida mantendo o clima de suspense até o final. Uma das personagens do Três Vidas aparece aqui mas não dá para se considerar que seja uma continuação. O livro é muito bom sem chegar a ser excepcional. Tem bons diálogos."Não existe pior mistura de sentimentos neste mundo do que o ciúme, a inveja e a admiração; é uma [...]


    22. João Tordo escreve O Bom Inverno à semelhança de alguns autores clássicos e internacionais do Mistério. A sua relativa originalidade não traz à mente muitas obras das mesmas honras - antes de tudo temos o tema principal em questão. O escritor problemático e viajado na personagem principal é o cliché imediato, desenvolve uma relação sexual com a femme fatal e acaba por ser o Herói. Até aqui tudo normal. A originalidade surge com o tema claustrofóbico em cena, da casa fechada e da [...]


    23. Vi este livro à venda no Continente e fiquei intrigada - já tinha ouvido falar de Tordo e pareceu-me um autor a investir, que realmente iria gostar dos seus livros; contudo, não quis arriscarAté que,no mesmo dia, fui à biblioteca municipal e vi-o lá! Achei que não podia mesmo desperdiçar esta oportunidade e requisitei-o logo, ansiosa por devorá-lo.Confesso que houve um pequeno choque inicial; a verdade é que não sabia muito bem com o que contar e a sua escrita surpreendeu-me tanto pel [...]


    24. Para ser sincero até o livro chegar verdadeiramente ao foco da história tinha grandes espectativas, mesmo após a morte de Don o escritor foi capaz de manter a minha atenção agarrada, porém, à medida que a história se desenrola a partir daí o livro perde parcialmente, quase na totalidade o seu encanto. Li-o até ao fim para ver que o final era tal como eu tinha previsto e no entanto muita coisa fica por explicar, o que fez Olivia juntar-se a Bosco? Como foi capaz Bosco de travar o carro [...]


    25. Um personagem narrador arrasta a sua decrepitude ao longo do livro. Trata-se de um personagem que cultiva “uma indisponibilidade para tudo”, um homem que se confessa ter sucumbido ao “apelo da fraqueza”, embora atraiçoado pelos diálogos que o revelam interessado em defender os seus pontos de vista. Como diz um outro personagem, podemos gostar dele, mas não o invejamos.Junta-se em Saubadita a um grupo de improváveis companheiros, vivendo todos sobre a sombra omnipresente da ausência [...]


    26. Encontro três fases neste livro:A fase 4****: um escritor com problemas existenciais conhece gente muito maluca e faz umas maluquices, enquanto imita o Dr. House.A fase 3***: sem que se preveja, o livro transforma-se num policial à lá Agatha Christie, interessante e enigmático q.b.A fase 2**: gradualmente vemos a narrativa transformar-se num filme de terror presumido que aparentemente nos quer dar uma lição, mas que não chegamos a entender bem qual é, porque não entendemos as motivaçõ [...]


    27. O Bom Inverno foi lido há cerca de um mês, numa altura em que estava de férias. Depois disso deixei a opinião para depois, para depois, porque não sei muito o que dizer acerca deste livro.Gosto de João Tordo, gostei dos últimos livros que li dele, mas este não foi nada o que estava à espera.Apesar de várias críticas positivas em relação a O Bom Inverno não achei nada de especial a sua leitura. Achei até um pouco morto e monótono.O narrador é um escritor problemático e hipocondr [...]


    28. Achei este livro bastante interessante. Tive de lê-lo para o Contrato de Leitura do 12º ano de Português, recomendado pela minha professora. Gostei bastante da forma de escrita do autor e como ele deseja criar uma ligação com o leitor e não apenas descrever os factos como são. As notas de rodapé e as diversas intervenções da personagem principal acerca do que se passa, incluindo os pensamentos e opiniões. Foi algo a que dei bastante valor neste livro.A própria história em si não pu [...]


    29. Comecei por me irritar muito com o livro, pq parecia inicialmente cópia de um outro, "O fardo do amor", do Ian McEwan: balões, irritantemente descritivo da história que viria seguidamente (detesto, falarem de algo q ainda o leitor n conhece). Depois, insisti e fui lendo. Lê-se bem, é bem escrito, tem realmente reflexões que, a propósito da história, a extravasam e ultrapassam para questões genéricas da vida, chamemos-lhe "existenciais". Porém, essa intenção pareceu-me não estar ass [...]


    Leave a Reply